3 dicas para um relacionamento com menos brigas e desentendimentos

Com o tempo de vida  pessoal e trabalho aprendi algumas dicas que vão te ajudar a ter um relacionamento com menos brigas e desentendimento. No início do namoro tudo aparenta ser perfeito. Mas, é natural que com o tempo de convivência, conhecendo melhor a pessoa que está do nosso lado começamos também a conhecer os seus defeitos. E alguns deles podem incomodar bastante. Assim como opiniões, conceitos, gostos diferentes.  

Eu penso que o fato de escolhermos conviver tão próximo de alguém a ponto de conhecermos suas virtudes e defeitos é o mais bonito no relacionamento a dois. Com esse convívio temos a oportunidade de aprender com o outro. De aprender a conciliar, a ser mais tolerante, mais paciente em prol do sentimento que construímos pelo outro.  

Estando em um relacionamento há mais de sete anos, junto com o fato de ter uma família onde meus pais são casados há trinta e um anos. Além, da oportunidade de contato com a ciência logosófica que me ensina muito sobre como conviver melhor com os outros começando por aprender a conviver melhor comigo mesma. Juntando ainda o Conquistando o Sim que me faz conhecer diariamente diferentes histórias de amor. Acabei descobrindo alguns segredos que têm me ajudado muito a ter um relacionamento mais feliz e com cada vez menos brigas e desentendimentos.

"O amor é o grande elemento com o qual se suprem muitos vazios produzidos no âmbito sensível pelas deficiências caracterológicas e é, além disso, o que infunde confiança em nossas próprias forças para esperar uma correspondência mais elevada às demandas, às vezes silenciosas, de nosso ser moral; demandas que em uns casos acreditamos justas e em outros, o são de verdade. É ali onde a tolerância cumpre seu alto e grande objetivo instrutivo." Trecho do livro o Senhor de Sandará

1) Respeite a individualidade do outro para menos brigas e desentendimentos

Vocês estão juntos, mas não se tornaram uma só pessoa. Vocês podem inclusive estar passando o dia todo juntos, a quarentena que o diga, mas, vocês não se tornaram uma única pessoa. Ele(a) continua tendo a vida dele(a), os amigos dele(a), o trabalho dele(a). Mesmo que por estarem juntos vocês estejam compartilhando tudo isso.

Respeite a individualidade dele (a).  Não é por estarem juntos que vocês precisam gostar das mesmas coisas e terem as mesmas opiniões sobre todos os assuntos. Até porque é essa individualidade única que torna a pessoa que você escolheu ter do lado tão especial.

2) Aprenda a conversar de verdade para ter menos brigas e desentendimentos

A convivência diária pode dar aquela sensação de que não existe o que ser conversado. Não é assim. Tirem um tempo para se ouvirem de verdade. Conversar olhando no olho. Estando disposto a ouvir, mesmo sobre aqueles assuntos que já foram motivo de desentendimento. Se tem algo pendente entre vocês, ignorar o assunto não vai fazer com que ele desapareça.

Aproveitem esse tempo da quarentena e conversem, mas se prepare para essa conversa. Esteja aberto para ouvir de verdade.

O que é ouvir de verdade? É silenciar a mente enquanto o outro fala. Tenho aprendido a fazer isso com os estudos logosóficos. Você não aprende imediatamente, mas praticando vai ficando mais fácil com o tempo.

Enquanto o outro fala tente bloquear outros pensamentos que querem invadir sua mente já querendo elaborar a reposta. Com pressa querendo “ganhar a discussão”. Assim, você não escuta o que o outro diz.  Fica apenas querendo contra-argumentar e, vocês não chegam a lugar algum. E não conseguem ter menos brigas e desentendimentos.

Se o objetivo é chegar a um ponto de conciliação para resolver o problema, você precisa estar disposto a ouvir. E não a querer ganhar a discussão. Amenizando as brigas e desentendimentos.

Escutando verdadeiramente vocês podem encontrar um ponto de equilíbrio entre o que cada um considera correto dentro do que estão vivendo. Sem acusar o outro. Tolerância.

Ouvindo, voltando para você e entendendo que se algo que o outro faz/fez te incomoda também cabe a você resolver parte do problema. Já que está permitindo que aquilo te incomode. Até que ponto você consegue evitar que aquela atitude mexa tanto com você?  

3) Não exija que o outro mude por você

Precisamos entender que se estamos no relacionamento com alguém devemos sim incentivar que ele (a) mude aspectos negativos de sua psicologia, mas que ele (a) não deve fazer isso por você e, sim, por compreender que é o melhor para ele. A mudança só vai acontecer quando individualmente ele (a) compreender que precisa mudar.  

Mesmo que o objetivo seja o de fazer com que vocês tenham menos brigas e desentendimentos.

Um exemplo pessoal. Meu namorado fuma, claro que eu quero que ele pare de fumar. Eu já ouvi muitas vezes me dizerem para fazer algo que obrigue ele a parar de fumar. Será que adiantaria? Ele tem que parar de fumar quando sentir nele essa necessidade. Eu não posso, nem quero controlar ele 24 horas por dia. Logo, se ele quiser fumar escondido de mim, não posso fazer nada para impedir. O que eu faço é deixar claro o quanto gostaria que ele mudasse neste aspecto e incentivar que ele pare.

Incentive que o outro mude, observe e elogie os esforços dele(a) quando observar que  tem se esforçado. Mas, compreenda que a verdadeira mudança só vai acontecer quando cada um compreender por si mesmo a importância dela para ele mesmo.

Esses três pontos tenho vivido diariamente no meu relacionamento. A convivência com o outro para mim é um imenso campo de experimentação e superação. Onde o amor abre as portas da conciliação, da tolerância e da paciência.

Não existe relacionamento perfeito e sem brigas ou desentendimentos. Mas, quando duas pessoas estão dispostas a oferecerem o seu melhor para construir uma relação, tudo se encaminha mais facilmente.

Minha missão ao criar o Conquistando O Sim foi incentivar as pessoas a se declararem, provando que existe muito amor pelo mundo.

Sei que o amor é um sentimento nobre que nos faz doar o nosso melhor, por isso, vale a pena apostar nele.

Conte com a gente sempre para demonstrar esse sentimento! Cuidar do amor que sentimos é a forma de permitir que ele dure mais!

Nesse post Surpresas de amor que você pode organizar de forma simples contamos algumas ideias para te ajudar a se declarar sempre!

Se, por acaso você está em dúvidas se é ou não o momento de dar um passo a mais na relação, fazer o pedido de casamento tentando ter menos brigas e desentendimentos. Sugiro a leitura desse texto do blog: Quando sei que é o momento de fazer o pedido de casamento?

Se quiser saber mais sobre como funciona o nosso trabalho vem conversar comigo!  

Fale com a gente

Comentários

Leia mais